fechar
Divertir, mas inspirarSérie

Black Mirror … uma ficção científica que discute o lado obscuro da tecnologia nas nossas vidas (Avaliação da 2ª temporada)

black-mirror-temporada-2

Black Mirror … uma ficção científica que discute o lado obscuro da tecnologia nas nossas vidas (Avaliação da 2ª temporada)

Sinopse:

Segunda Temporada

  • Episódio 1 – Be Right Back
    Martha, após a morte de seu companheiro Ash, num acidente de carro, tem que lidar com o difícil processo de luto. Uma nova tecnologia pode ajudar a superar este difícil momento.
  • Episódio 2 – White Bear
    Victoria acorda em uma casa abandonada, com uma intensa dor de cabeça e amnésia. Seus pulsos estão cortados, pílulas encontram-se espalhadas pelo chão. Na televisão, um estranho símbolo é transmitido continuamente. Ao sair da casa, Victoria encontra Jem que explica a situação: há poucas pessoas no mundo que permaneceram normais, a maioria tornou-se observador, filmando tudo ao seu redor com seus celulares. Outros se tornaram caçadores que buscam exterminar aqueles que permaneceram normais. Victoria e Jem partem em busca do White Bear, suposto local onde está sendo transmitido o sinal causador desta hipnose coletiva. Uma vez no White Bear desejam destruir a fonte desta transmissão.
  • Episódio 3 – The Waldo Moment
    O comediante Jamie Slater manipula e dá voz a um personagem criado por computação gráfica, um urso azul chamado Waldo. É um personagem muito sarcástico e de muito sucesso que numa entrevista com o atual candidato Liam Monroe, acaba humilhando este. O diretor do programa Jack Napier em busca de audiência resolve dar um programa próprio para Waldo e sugere que o mesmo percorra a cidade numa van com um telão e auto falantes no qual poderia percorrer a cidade e confrontar os candidatos a eleição. O próprio Waldo acaba se tornando um candidato.

Resenha:

Para esta segunda temporada, a excelente série televisiva Black Mirror nos presenteia com mais três ótimos episódios. Para quem não viu meu post sobre a primeira temporada acessem por este link: Black Mirror – 1ª temporada.

A seguir discutirei aspectos de cada episódio. Contém spoilers, portanto, sugiro retomar a leitura após ter assistido os episódios.

uktv-black-mirror-s02-be-right-back-7O primeiro episódio da segunda temporada “Be Right Back” discute um tema muito duro e doloroso: o luto.   Martha e Ash são um casal exemplar que vivem em sintonia e de forma harmoniosa.  Esta tranqüilidade é quebrada pela trágica notícia do falecimento de Ash num acidente automobilístico. Martha fica arrasada. Uma amiga, ao ver o sofrimento de Martha, no intuito de ajudá-la a superar este difícil momento, sugere que a mesma contrate um serviço inovador: recriar a personalidade de Ash com a tecnologia. Para isto se tornar possível, o sistema deve ser alimentado com dados, e-mails, fotos, vídeos de Ash. A partir destes dados,  algoritmos computacionais recriam a personalidade de Ash. Assim ela poderia conversar pelo telefone e interagir com Ash virtual como se ele estivesse ainda presente, aliviando um pouco a dor da perda.

Cabe aqui uma observação, hoje em dia, nossa vida está tão exposta na internet, nós postamos fotos, conversas, vídeos, opiniões, gostos, críticas, relacionamentos, que não é impossível e inimaginável acreditar, que um dia a tecnologia apresentada neste episódio possa tornar-se real.

Voltando ao episódio, após certa resistência inicial, ela cede à curiosidade e a saudade de Ash e resolve acessar este sistema. Apesar de assustador e intimidador no início, ela logo se rende ao prazer de ouvir sua voz e suas expressões, realmente aliviando o processo de luto. Parece que o sistema a está ajudando …

Ao perceber que o envolvimento está surtindo efeito, o próprio Ash virtual propõe um upgrade experimental adicional: um versão humanóide de Ash. Assim ela poderia interagir com Ash não apenas pelo telefone,  como também fisicamente, poderia ver e tocar no Ash.

A partir deste ponto, ao poucos, ela vai percebendo que apesar de estar com uma versão  humanóide incrivelmente semelhante ao Ash, não é o seu Ash que está ali. Ele não come, não respira, não discute, faz tudo o que ela quer, não há argumentações e interações espontâneas e verdadeiras entre eles. O Ash humanóide carece daquilo que diferencia as pessoas dos objetos: a emoção. A complexa inter-relação humana reflete a nossa alma, nossa emoção em cada gesto, palavra ou olhar. Por mais que a tecnologia avance e se aproxime, no sentido de reproduzir nossa aparência, voz e feições, dificilmente conseguirá reproduzir a alma e a personalidade de cada indivíduo.  Este, para mim, é o aspecto principal que é abordado por este episódio, a complexidade de cada ser humano.

black-mirror-white-bear-chrichlow-1024x570O segundo episódio White Bear retrata uma situação inquietante e desesperadora. Uma mulher chamada Victoria acorda em uma cadeira numa casa abandonada. Ela está com uma intensa dor de cabeça e desnorteada. Está com amnésia, não consegue se lembrar quem é, o que faz, ou por que estava amarrada ali. Ela procura pistas ao seu redor e encontra uma fotografia sua com uma menina, a qual imediatamente acredita ser sua filha (bem como nós acreditamos). A televisão fica transmitindo fixamente um estranho sinal. Ao sair da casa abandonada, ela encontra Jem que explica a atual situação. O sinal que ela viu na televisão transformou a maioria pessoas em pessoas apáticas denominadas observadores, pois apenas ficam observando as outras pessoas e gravando obsessivamente tudo com seus celulares. Outros se tornaram caçadores que tem apenas o objetivo de matar as pessoas que não foram afetadas pelo sinal, como ela e Jem. Eles decidem ir para White Bear, de onde o pernicioso sinal é transmitido, com o intuito de bloquear esta transmissão.

Ao longo do episódio, nos colocamos na estranha situação da Victoria e acompanhamos todo seu medo e desespero. Presenciamos a luta travada por se manter viva e atingir seu objetivo: desligar a transmissão do sinal. A final do episódio é surpreendente …

Tudo não passa de uma encenação. Victoria foi a seqüestradora e assassina da menina Jemima. Aquela menina presente na fotografia no início do episódio não era sua filha como acreditávamos, mas sim, sua vítima. Victoria e seu parceiro assassinaram e filmaram a morte da menina.  Victoria foi capturada e esta encenação é sua punição por seu crime: reviver todo este desespero e pavor a cada dia. Ao final de cada dia, ela é drogada e colocada na casa abandonada. Toda a cena inicial é retocada. Os observadores são pessoas da sociedade que pagaram ingressos para acompanhar toda a encenação, como se fosse uma atração turística. A cada dia, novos observadores acompanham todo o martírio e sofrimento da Victoria, e recebem uma série de recomendações e instruções de como se comportarem durante o “espetáculo”, para que não haja acidentes.

O episódio nos prega uma peça ao torcermos para Victoria considerando-a como vítima, para no final, descobrirmos que a vilã da história era a própria Victoria. No entanto, mesmo sendo a vilã, nos questionamos sobre a crueldade desta pena.

Outro aspecto que podemos discutir com este episódio é o voyeurismo. As pessoas, hoje em dia, sentem uma necessidade de observar a vida alheia, veja o sucesso do reality shows, como Big Brother, e das redes sociais como Facebook e Twitter, as pessoas querem se mostrar e também observar os outros. Neste episódio, vemos um voyeurismo que transcende o racional e moral, acompanhar a tortura de uma pessoa.

waldoO terceiro episódio da segunda temporada The Waldo Moment talvez seja o mais fraco desta temporada. Ele faz uma crítica sobre o sistema político atual e a descrença da população perante os candidatos a eleição.

Na nossa sociedade, as notícias recorrentes de corrupção, desemprego, violência, e outros problemas de toda grande metrópole, nos tornam pouco esperançosos nos candidatos a cada nova eleição. Temos um preconceito enraizado pelas repetidas decepções com relação a classe política.

No episódio, o aparecimento de um personagem fictício (Waldo) confrontando sem medo os políticos, se torna uma representação da insatisfação da população perante estes recorrentes problemas da sociedade. Este representante facilmente ganha popularidade. O desempenho de Waldo nas eleições (ele termina as eleições em segundo lugar) se torna uma forma de protesto contra a política atual.

Ao perceberem o sucesso do personagem Waldo, em determinado momento do episódio, Jamie Slater é procurado por um representante da Agência de Inteligência do Governo pois vêem o poder de influência deste personagem na opinião pública. O governo espera exportar para outros governos o conceito do Waldo, com  o intuito de manipulação da opinião pública.

Slater se arrepende de continuar com esta representação do Waldo. No entanto, Waldo continua vivo mediante algum substituto para Slater. O personagem se torna mais forte do que seu criador.

Como podemos ver, neste episódio há alguns aspectos importantes levantados: o poder da mídia na influência da opinião pública e o poder de uma marca ou um personagem sobrepondo-se aos seus criadores.

Enfim, esta é uma série acima da média, que faz o telespectador pensar e refletir sobre como a tecnologia pode influenciar nossa sociedade. A segunda temporada manteve a excelente qualidade da primeira. Uma pena a série televisiva não ter continuado. Vale à pena conferir… Deixem suas opiniões nos comentários…

 

Ficha Técnica:

Nome : Black Mirror

Tradução : Black Mirror

País : Inglaterra

Ano: 2011

Criador:  Charlie Brooker

Nota IMBD:  8,7

Nota Rotten Tomatoes: 91 (nota da audiência)

Trailer:

Tags : sérietecnologia
Rogerio Chinen

O Autor Rogerio Chinen

médico formado na UNIFESP
aficcionado por cinema e tecnologia
interessado em questões filosóficas e sobre o conhecimento humano
idealizador, criador e webmaster do site Espiral de Valor

3 Comentários

    1. Ola Gabriel. Não sabia do retorno de Black Mirror em outubro. Assim que sair pode aguardar uma resenha dos episódios da nova temporada aqui no blog. Estes episódios que vc citou realmente foram muito bons. Um grande abraço.

Leave a Response

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE