fechar
breaking-bad

Breaking Bad … uma série de valor …

A série televisiva Breaking Bad foi uma série produzida pela TV americana pelo canal AMC, que foi ao ar de janeiro de 2008 a setembro de 2013, ao longo de cinco temporadas. Ela foi criada e produzida por Vince Gilligan e ao longo de temporadas recebeu 153 indicações e 72 premiações, incluindo dois globos de ouro (na premiação de 2014, como melhor série televisiva e melhor ator de série televisiva na categoria drama para Bryan Cranston), além disso possui nota 9,6 no site IMBD e 99% no site Rotten Tomatoes.

Ficou curioso para saber sobre o que essa série conta ? Eis sua sinopse: Walter White, um pacato professor de química de um colégio, tem sua vida abalada com a descoberta de um câncer de pulmão e resolve se tornar um traficante de metanfetamina com o intuito de pagar seu tratamento e deixar sua família numa situação financeiramente cômoda caso venha a falecer !!!!!
Você deve estar se perguntando: Por que esta série fez tanto sucesso com essa temática? Por que esta série está sendo indicada aqui no Espiral de Valor ? Que valor tem em alguém se tornar traficante ?

Vou discursar um pouco do porquê esta série merece ser vista e o porquê dela estar sendo indicada aqui no blog, mas alguns dos meus comentários possuem spoilers, portanto continue lendo apenas se você concluiu a série. Caso contrário, pare por aqui, dê um voto de confiança e experimente esta série maravilhosa, que foi um marco televisivo …

how-will-breaking-bad-end
A análise desta série pode ser realizada por diversos ângulos e aspectos, muitos dos quais puramente morais e de valores, eis o porque está série está sendo indicada aqui.

Primeiramente, podemos discutir a motivação do protagonista principal. Claramente percebemos que com a descoberta fatídica do diagnóstico de câncer de pulmão, criou-se internamente uma motivação inabalável: se tornar rico para pagar seu tratamento e se morrer, deixar sua família (ainda mais com a chegada de mais um filho) com condições de viver bem e com conforto. É uma excelente motivação mas o problema foi o meio encontrado para chegar a esse finalidade: enriquecer com o tráfico de drogas, mais especificamente a metanfetamina. Ele segue aquela máxima: “o fim justifica os meios”. Para Walter White não importa como ele vai enriquecer, se no final ele atingir seu objetivo, não importa se ele terá que mentir, traficar e até assassinar… seus princípios morais são deixados de lado em troca do objetivo final. É impressionante a motivação e a genialidade de Walter para atingir suas metas. Aqui levantamos a seguinte questão: Com toda esta motivação e genialidade ele com certeza conseguiria atingir seus objetivos (enriquecer) por meios mais honrosos e lícitos (por exemplo, se criasse uma empresa).

Todo este potencial irrefreável e empreendedor que Walter desenvolve, já existia dentro dele, mas estava preso no âmago do seu ser, suprimido pelo medo e pela apatia. A descoberta do câncer libertou este espírito empreendedor uma vez que o medo do fracasso deixou de existir (estou no fim da vida, o que tenho a perder?) e também devido a urgência de atingir seus objetivos (estou no fim da vida, não tenho tempo a perder …). Essa mudança de postura perante a vida, assumindo mais ativamente as rédeas do nosso destino em busca de um viver mais pleno, de mais satisfação é comumente vista no nosso dia a dia em situações semelhantes. Essas situações geralmente nos chegam de forma inesperada e impactante, como a descoberta de um câncer (saúde), a morte de algum parente ou condição debilitante do mesmo (familiar), o desemprego (profissional), a falência de um negócio, um golpe ou quebra de um banco (financeiro).

Numa situação de impacto, duas posturas podem ser tomadas: uma primeira, ceder ao golpe, ficando inerte, depressivo e afundando cada vez mais, reclamando da vida, de tudo e de todos, sem perspectivas de alguma mudança, ou seja, recebendo um know-out. Um outra postura possível é sentir o golpe, ficar um pouco atordoado, mas reagir e vencer mais este desafio, sabendo que a vitória o tornará mais forte do que antes. Que bom seria se não precisássemos receber nenhum golpe, para despertar este espírito empreendedor, proativo, solidário, que promove o bem para si e para todos, procurando usufruir toda a plenitude que a vida pode proporcionar.

De volta à série, percebemos como Walter reagiu ao diagnóstico de câncer: com uma motivação e determinação inabaláveis. É impressionante como ele se adapta, acha soluções e arquiteta planos para cada obstáculo que surge ao longo dos episódios. Ficamos com aquela nítida sensação: se essa genialidade fosse empregada para o bem… o resultado final teria sido bem melhor pois além de deixar a família financeiramente bem, teria compartilhado com ela este crescimento pessoal, aproximando os laços familiares e deixando um legado do qual todos teriam orgulho.

bryan_cranston_breaking_bad1_1020_large_verge_medium_landscapeMas não foi este o caminho trilhado por Walter… Isto nos leva ao título da série “Breaking Bad”, no meu entender este título poderia ser traduzido como “Tornando-se mau”. Ao longo das cinco temporadas observamos uma transformação progressiva do bem para o mau. Não conseguimos enxergar o Walter do primeiro episódio no Walter do último, de tão transformador o caminho trilhado por ele. Conseguimos perceber claramente esse contraste ao re-assistirmos o primeiro episódio após terminar de ver a série (lembrando que este impacto somente foi possível graças a magnífica interpretação do ator Bryan Cranston que ganhou merecidamente a premiação de Globo de Ouro de 2014 como melhor ator de série dramática). Essa mudança na personalidade de Walter foi sutil e progressiva, pautada por cada escolha feita, exatamente como a vida de cada um de nós. Diariamente, somos colocados em situações nas quais devemos escolher qual caminho a seguir, as ramificações de cada escolha, levarão a outras ramificações, resultando em infinitas possibilidades e que, com certeza, moldarão nossa personalidade. Todos mudamos ao longo da nossa vida, para o Bem … ou para o Mal …

Uma outra questão cabe aqui … Walter sempre foi um cidadão do bem, trabalhador, sempre respeitando as leis e a ordem durante toda sua vida. Criamos com isso um pré conceito de que ele não seria capaz de cometer qualquer infração, nunca poderia roubar, matar, traficar, se tornar o maior traficante da região. Por isso, Hank (o cunhado investigador do Departamento de Combate às Drogas) não conseguiu enxergar aquilo que estava escancarado em frente aos seus olhos. Hank acreditava que Walter sempre seria o mesmo Walter de sempre, mas esqueceu que as pessoas podem mudar.

Na nossa sociedade temos um outro tipo de preconceito, de forma contrária. A inclusão social de um ex-presidiário sempre é uma questão polêmica e tendemos a acreditar que uma vez má ela sempre será uma pessoa má, mas esquecemos que as pessoas podem mudar, e muitas delas não tem uma chance de demonstrar para a sociedade que mudaram. Uma recente TED talk abordou este tema.

E então, convenci vocês do porquê da indicação desta série neste blog ? Acredito que podemos levantar muitos questionamentos ao assistirmos esta série. Quais outros questionamentos vocês tiveram? Participem nos comentários.

Tags : breaking badsérie
Rogerio Chinen

O Autor Rogerio Chinen

médico formado na UNIFESP
aficcionado por cinema e tecnologia
interessado em questões filosóficas e sobre o conhecimento humano
idealizador, criador e webmaster do site Espiral de Valor

2 Comentários

  1. Você me convenceu, Rogério! Estava mesmo pensando em uma série que valesse à pena e algumas pessoas já haviam me recomendado esta. Mas confesso que foi ao ler seus comentários no blog que tive a certeza de que realmente não posso perder esta série e que muito tenho a aprender com Walter. Vou assistir e depois te conto o que achei. Obrigada!

    1. Ola Ludmila. Obrigado pelo comentário. Acho realmente uma série muito rica. Ela nos traz ensinamentos muito bons. Discute sobre nossas escolhas, sobre o bem e o mau, sobre nossa auto estima, etc. Acho que você vai gostar. Depois dê sua opinião aqui. Abração.

Leave a Response

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE