fechar
Olhar íntimoSpinSpin out

Por que não aproveitar o tempo ocioso nos metrôs para ler um bom livro…

Projeto-Leitura-no-vagão

Por que não aproveitar o tempo ocioso nos metrôs para ler um bom livro…

Projeto Leitura no Vagão estimula exatamente isto. Uma idéia iniciada em São Paulo, se espalha por diversas cidades pelo país…

Muitos utilizam o transporte público de trens e metrôs para se locomoverem entre suas casas e o local de trabalho. Não raramente o tempo dispenso neste deslocamento ultrapassa horas por dia. Muitos utilizam este tempo ocioso, para dormir, conversar, ficar nas redes sociais nos celulares, e alguns o utilizam para ler um bom livro.

Como publiquei em posts anteriores sou um defensor do hábito de leitura. Aliás é um habito que pratico e recomendo a todos. Fernando Tremonti também partilha desta recomendação e com o intuito de incentivar a leitura na sociedade, idealizou o projeto Leitura no Vagão.

Livros são deixados nos bancos dos vagões de metro e trens, que podem ser utilizados por qualquer pessoa. Se for do seu agrado, ela pode levar o livro para casa com o compromisso de após o término do mesmo, devolver em um vagão para que outra pessoa possa ter o prazer da leitura.

Leitura-no-Vagão-2-1-500x336

As pessoas podem colaborar de diversas formas: arrecadando livros para doação, divulgar sua própria obra literária, doando livros , colaborando com confecção de camisetas e folders, ou ate distribuindo livros nos vagões.

A iniciativa começou em São Paulo e atualmente já se expandiu para o Rio de Janeiro, Distrito Federal e até Santiago no Chile.

Vale a pena dar uma conferida neste importante projeto de incentivo a leitura.

Uma boa leitura pode transformar a vida de pessoas e da sociedade. Estimula a criatividade e a critica. Promove acesso a novas opiniões por vezes contrarias as suas ideologias. Amplia a visão de mundo. Os benefícios são enormes.

Parabéns Fernando por este iluminado insight e parabéns em dobro por ter transformado a idéia em prática.

Segue a transcrição de uma entrevista realizada com Fernando Tremonti:

Espiral de Valor: Olá Fernando, gostaria que você se apresentasse, falasse um pouco sobre você, sua formação profissional.

Fernando: Eu me chamo Fernando Tremonti, tenho 27 anos, formado em sistema da informação pela Faculdade Impacta, e hoje trabalho como desenvolvedor de software em uma empresa voltada para o ramo de seguradoras. Também tenho o Leitura no Vagão como meu objetivo de vida para mim e para a sociedade com o estimulo a leitura.

Espiral de Valor: Como surgiu a idéia do projeto Leitura no Vagão?

Fernando: A ideia de transformar o ambiente que atuo em um lugar melhor faz parte de mim, é minha filosofia de vida. Eu tento fazer isso no dia a dia, com os amigos, no futebol, em casa, no trabalho, na faculdade. Como eu utilizava o metrô como meio de transporte e sempre estava com um livro na mão eu pensei : como posso transformar este ambiente em um lugar melhor? A resposta foi fácil, ela estava na minha mão, um livro. Como a leitura me proporciona tanta coisa boa, por que não estimular isto para as outras pessoas também? Eu comecei a espalhar os livros nos bancos do metrô e ,aos poucos o projeto foi crescendo, pessoas aderindo pelas redes sociais, etc… O projeto começou com livros que eu tinha e foram doados, mas hoje conto com muitas doações, que sustentam o projeto.

Espiral de Valor: Você tem uma estimativa de quantos livros já foram doados no projeto?

Fernando: Eu não tenho uma estimativa exata, mas eu calculo que foram distribuídos mais de 10000 livros.

Espiral de Valor: Muito bom. Fernando, me conta um pouco sobre o seu relacionamento com a leitura. Ela sempre fez parte da sua vida? Você sempre gostou de ler?

Fernando: Eu sou filho de professores. Eles sempre me incentivaram a ler mas o habito da leitura não fazia parte da minha vida até por volta dos dezesseis ou dezessete anos. Nesta época, eu precisei ler um livro sobre questão financeira e comprei um livro do Gustavo Cerbasi. A partir daí, comecei a devorar livros e não parei mais. Portanto, nunca é tarde para começar o habito da leitura.

Espiral de Valor: Atualmente, quantos livros você lê por semana? Qual é o seu hábito de leitura?

Fernando: Antigamente, eu tinha um caderno que um anotava todo livro que eu lia e nesta época eu lia dois livros por semana, dentro do metrô. Já teve ano no qual já li mais de 260 livros. Hoje em dia eu parei de anotar, pois não interessa para mim a quantidade e o tempo que eu gasto. O que importa é a absorção do conteúdo, se o que eu li me fez mudar de pensamento ou me causou algum crescimento já me satisfaz, independente da quantidade de livros.

Espiral de Valor: De todos estes livros que você leu, quais foram os mais marcantes, aqueles que te fizeram ver a vida de outra forma, que te causaram uma transformação?

Fernando: Eu tenho alguns autores que recomendo: Gustavo Cerbasi, Mario Sergio Cortella, Christian Barbosa, Laurentino Gomes e Augusto Curi. Estes são autores que podemos ler qualquer obra, independente do titulo.

Espiral de Valor: Muito boas indicações Fernando. Voltando ao projeto Leitura no Vagão. Como foi o processo de implantação? Você teve algum entrave burocrático com o direção do Metrô? Precisou pedir autorização?

Fernando : Eu comecei “clandestinamente” por volta do dia 14 de agosto de 2014. Eu imprimi folders para que as pessoas soubessem que aquele livro encontrado fazia parte de algo maior, de um projeto. Neste folder há informações e orienta a pessoa que recebeu o livro seria importante para a continuidade do projeto. Pedindo para acessar a rede social do projeto, divulgar o projeto, conseguir doação de livros. Eu comecei a deixar os livros nos vagões. Um funcionário do setor administrativo do Metrô me procurou para saber mais informações do projeto e eles abraçaram a idéia e me deram autorização para continuar com o projeto. Os funcionários do Metrô foram informados para deixarem os livros nos bancos quando encontrarem a etiqueta do projeto Leitura no Vagão. Assim, os livros não são recolhidos e encaminhados para a seção de achados e perdidos.

Espiral de Valor: Você tem total apoio do Metrô, então?

Fernando: Sim, inclusive algumas ações não seriam possíveis se não tivesse a colaboração do Metrô. As vezes, eu coloco cerca de 300 livros nos vagões na estação inicial Barra Funda da linha Vermelha, com os vagões vazios, antes de pegar o primeiro passageiro. Isto não seria possível sem a ajuda do Metrô.

Espiral de Valor: As pessoas não ficam com receio de pegar o livro para ela?

Fernando: Se alguém me vir deixando o livro, habitualmente, alguém me chama para informar que eu esqueci o livro. Eu digo para a pessoa que é um presente. Que ela pode levar para casa, emprestar para alguém, mas que depois devolva o livro ao vagão novamente, para que outras pessoas se beneficiem. Muitas pessoas me deixam relatos de agradecimento que me estimulam muito.

Espiral de Valor: Qual é o impacto que você acredita que a leitura pode trazer para a sociedade? Eu acredito que a educação pode transformar as pessoas tanto do ponto de vista individual como do ponto de vista coletivo, para a sociedade. Qual é sua opinião?

Fernando: Eu concordo. A leitura nos eleva como ser humano, nos faz pensar. Eu acho, ou melhor, eu tenho certeza que esta geração é a geração que mais lê. Mas o que lê? Estão lendo nos celulares, as redes sociais, whatsup, Facebook…É importante o conteúdo da leitura. Devemos lembrar que existiam filósofos nazistas. Temos que ter cuidado com a leitura.

Espiral de Valor: Você faz alguma triagem ou seleção dos livros que são distribuídos?

Fernando: Não, eu evito alguns livros sobre política. Tento ser imparcial para evitar mal entendidos.

Espiral de Valor: Com relação ao que você comento sobre a geração atual ser a que mais lê. Acho que esta leitura é pouco frutífera. Muitas vezes textos bons, com boas argumentações aparecem nas redes sociais mas são longos. Poucas pessoas o lêem imediatamente, muitos lêem apenas o título, ou salvam para ler depois e acabam não lendo. Na sua opinião, como a leitura pode competir com estas novas mídias que são tão mais atrativas do que um livro?

Fernando: O livro não deve ir contra estas mídias. Meu papel é expor esta alternativa e mostrar os benefícios que a leitura proporciona. As pessoas podem começar com livros leves, de leitura fácil, para instigar o hábito. É como fazer exercício físico, no começo é difícil, doloroso, e depois se cria o hábito. Se começarmos com um livro difícil, a pessoa pode desistir. Outro aspecto que devemos considerar é o prazer da leitura. Nada do que é imposto, as pessoas gostam. Devemos estimular o gosto pela leitura nas crianças, não obrigando, mas oferecendo livros interessantes para elas.

Muitas pessoas também são estimuladas a ler ao verem um ator, uma personalidade, ou ate um personagem de novela que gosta de ler.

Espiral de Valor: Neste sentido, Mark Zuckenberg ano passado se propôs e cumpriu a leitura de um livro a cada duas semanas. Iniciativas como esta estimulam muito a leitura.

Fernando: Muito bom. As pessoas querem saber o que as pessoas de sucesso, nossas referencias lêem.

Espiral de Valor: Fiquei sabendo pela pagina do projeto na internet, que o mesmo chegou a outros países. Conta um pouco sobre isto.

Fernando: Eu fiz uma viagem ao Chile e eu doei alguns livros em espanhol que eu possuía no metrô de lá. Uma chilena adorou o projeto, e venho mantendo contato desde então. Hoje, ela é a embaixadora do projeto lá no Chile. Inclusive já fizemos distribuição de livros também. Foi legal ver esta aceitação do projeto em outro pais.

Espiral de Valor: Quais são suas expectativas futuras para o projeto?

Fernando: Tenho grandes objetivos para o projeto. Apenas como exemplos, desejo patrocinar o estudo de alguma pessoa, lançar o livro de algum autor, expandir o projeto, entre outras ideias. No entanto, para que estes objetivos se realizem preciso de muito apoio, doação, patrocínio, além do que, demanda muito tempo meu. Não tenho dedicação exclusiva ao projeto, não consigo viver do projeto. Esta seria a situação ideal e, com certeza, o projeto seria muito maior do que é hoje.

Espiral de Valor: Quem quiser colaborar como podem ajudar?

Fernando: Podem entrar em contato com a gente pelas redes sociais que orientamos como doar, como participar do projeto. Precisamos de voluntários para participar da distribuição de livros e para explicar as pessoas sobre o projeto.

Espiral de Valor: Você falou sobre o futuro do projeto. E qual é sua visão de futuro do mundo. Nossa ideia de futuro é de um futuro melhor, um futuro mais humano. Gostaria que você comentasse sobre o poder das pessoas em influenciar o futuro.

Fernando: Eu costumo dizer que sou otimista mas não sou ingênuo. Tem muitas ruins mas que podem ser melhoradas. O mundo é assim por causa dos seres humanos, e cabe a estes o poder de mudança. Se não começarmos a mudança, dentro de nossas casas, no vagão ou na rua, tudo continuara como está. O projeto me permitiu conhecer muita gente boa que querem mudar. Os voluntários estão distribuindo educação, estão distribuindo cultura, o fomento a leitura. Tudo depende da gente.

Espiral de Valor: Tenho percebido com o Espiral de Valor que as pessoas estão ficando mais ativas, tomando mais atitudes assertivas, saindo da inercia de esperar que as coisas se resolvam por si só. Qual é sua impressão sobre isto?

Fernando: Eu concordo. Quando a gente se junta a pessoas ruins vemos muitas coisas ruins. O contrario também ocorre. Quando nos juntamos a pessoas boas, vemos que há muitas coisas boas. Você está buscando pessoas boas e sua percepção de mundo vai mudando. Isto eu quero trazer para outras pessoas também, esta percepção de mundo.

Espiral de Valor: Parabéns Fernando pelo projeto. É um projeto que vale muito a pena ir para frente e tem todo apoio do Espiral de Valor. Parabéns!

Fonte:

Post ‘Leitura No Vagão’: projeto deixa livros em trens e metrôs para estimular a leitura por Daniel Froes no site Razoes para Acreditar

Site da Leitura nos Vagão

Tags : campanhaleitura
Rogerio Chinen

O Autor Rogerio Chinen

médico formado na UNIFESP aficcionado por cinema e tecnologia interessado em questões filosóficas e sobre o conhecimento humano idealizador, criador e webmaster do site Espiral de Valor

Leave a Response

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE