fechar
Divertir, mas inspirarLivrosOlhar íntimoSpinSpin in

Resenha Livro Felicidade Autêntica (parte 2)… livro demonstra que vale a pena buscar a felicidade…

winter-happiness_web

Resenha Livro Felicidade Autêntica (parte 2)… livro demonstra que vale a pena buscar a felicidade…

Nesta continuação do post de ontem, Martin Seligman defende que nossa felicidade depende da nossa atitude perante o passado, o futuro e o presente.

Com relação ao passado…

Um atitude positiva e que colabora com a felicidade é ter gratidão aos acontecimentos bons e perdão aos ruins que ocorreram no passado.

A gratidão aumenta a apreciação dos eventos positivos vividos.

Já o perdão, tem o poder de reescrever a história, diminuindo o poder dos acontecimentos negativos em instilar amargura em nossos corações e mente.

O exercício do perdão requer muito esforço para a maioria das pessoas, mas devemos lembrar que no futuro só temos a nos beneficiar com o perdão.

Seligman propõe um acrônimo para trabalhar o exercício do perdão: REACH.

R – recordação da ofensa – pensar de forma objetiva, não pense no outro como má pessoa. Não ceda a autopiedade.

E- Empatia – procure entender o ponto de vista do outro. Por que ela poderia ter feito aquilo?

A – Altruísmo – diga a si mesmo que você pode ficar acima da mágoa e da vingança. Perdoar de má vontade não adianta.

C- Compromisso – comprometer-se publicamente com o perdão por meio de uma carta, anotar no diário, compor uma canção ou um poema, ou até, contar a um amigo de confiança.

H – honrar o perdão – perdão não é uma borracha que apaga o passado,mas sim altera o que estas lembranças provocam em você.

Com relação ao futuro…

A felicidade depende do otimismo com relação ao futuro. Para isto é importante observar nossa postura em relação a permanência (questão temporal) e  a penetrabilidade (questão de abrangência).

Os otimistas acreditam que os bons acontecimentos são permanentes, uma vez, que aconteceram devido suas características e capacidades. E consideram os acontecimentos ruins como circunstanciais.

Já os pessimistas, possuem uma mentalidade exatamente oposta. Eles acreditam que se algo de bom ocorreu foi devido ao esforço ou ao estado de espírito, e portanto, estas conquistas são temporárias e não se repetirão no futuro.

Considerando a questão da abrangência, os universais acreditam que o que aconteceu em alguma area de sua vida, se estende a todas as outras áreas. Os específicos consideram que cada aspecto da vida é independente, e conseguem levá-las de forma independente.

Uma mentalidade favorável a felicidade é ter esperança/otimismo com relação ao futuro. Segundo o autor, “é a arte de encontrar causas permanentes e universais de eventos positivos e causas temporárias e especificas para os eventos negativos.”

No nosso próximo post concluímos a resenha falando sobre o presente. Não perca.

 

livrofelicidadeautenticaLivro Felicidade Autêntica

Martin E. P. Seligman

Editora Objetiva

ISBN: 8573025751

Lançamento: 16/06/2004

Formato: 16 x 23

Peso: 585 gramas

336 páginas

Tags : felicidadelivro
Rogerio Chinen

O Autor Rogerio Chinen

médico formado na UNIFESP aficcionado por cinema e tecnologia interessado em questões filosóficas e sobre o conhecimento humano idealizador, criador e webmaster do site Espiral de Valor

Leave a Response

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE